a
Satélite espacial usará madeira como matéria-primaForest News | Forestnews

Satélite espacial usará madeira como matéria-prima

Cientistas da Universidade de Kyoto (Japão) estão desenvolvendo desde 2020 o primeiro satélite espacial que utiliza madeira como matéria-prima.

O satélite chamado LignoSat deve ser lançado ao espaço em 2024 e após testes na Estação Espacial Internacional (ISS) os cientistas verificaram que a magnólia forneceria a madeira ideal para o experimento.

“Apesar do ambiente extremo do espaço envolver mudanças de temperatura significativas e exposição a raios cósmicos intensos e partículas solares perigosas por 10 meses, testes confirmaram que não houve decomposição ou deformação, como rachaduras, torções ou danos na superfície”, observaram os cientistas da universidade.

A madeira de magnólia apresentou maleabilidade relativamente alta, estabilidade dimensional e grande força e o experimento pode auxiliar na promoção de maior sustentabilidade no segmento espacial.

Isso porque atualmente os satélites espaciais são feitos com ligas metálicas e esses materiais quando saem de órbita não são queimados totalmente, gerando acúmulo de lixo quando caem na Terra.

Já os satélites de madeira permitem a incineração completa durante a reentrada atmosférica, sem causar qualquer poluição ambiental em rios e oceanos.

Compartilhe