a
Porto de Itaqui amplia embarques de celulose com tecnologia integradaBrunno Carvalho

Porto de Itaqui inaugura tecnologia para ampliar embarques de celulose

O Porto de Itaqui inaugurou na última segunda-feira (4) um spreader automático de última geração, com foco nos embarques de celulose do terminal portuário, localizado em São Luís (MA).

O equipamento está instalado no terminal da Suzano no Porto de Itaqui e tem capacidade de operar até 32 toneladas de celulose. Isso gera maior velocidade e segurança aos processos.

O spreader permite a eliminação dos riscos à segurança dos arrumadores e permite menor tempo dos navios atracados à espera da movimentação da celulose.

Essa tecnologia atua em todas as fases operacionais, do engate até içamento e acomodação da celulose dentro dos navios.

O Porto de Itaqui será o segundo no Brasil a contar com essa tecnologia, se juntando ao terminal portuário Portocel, localizado na cidade de Aracruz (ES), administrado pela Suzano e pela Cenibra.

“ Porto do Itaqui consolida-se como um farol do desenvolvimento regional e nacional. Diariamente, nos empenhamos na incessante busca pela ampliação da capacidade e do desenvolvimento. Isso é exatamente o que estamos comprometidos em oferecer: gestão de qualidade e um elevado padrão de eficiência”, explica Gilberto Lins, presidente do Porto do Itaqui

Todo o investimento de R$ 9 milhões foi realizado pela Suzano que observou a necessidade de melhora na logística portuária para ampliar as exportações de celulose via nordeste do Brasil.

“Manifestamos nossa confiança inequívoca no Porto do Itaqui, reiterando de maneira solene o nosso compromisso com o desenvolvimento do Estado do Maranhão. É com imenso orgulho que entregamos este equipamento, que não apenas promete excelência operacional, mas, acima de tudo, prioriza o cuidado e a segurança das pessoas envolvidas na complexa operação portuária do Porto do Itaqui “, complementa Rakel Murad, gerente de Relações Institucionais da Suzano.

Compartilhe