a
Indústria de madeira e móvel catarinense inicia programa setorialForest News | Forestnews

Indústria de madeira e móvel catarinense inicia programa setorial

A Federação das Indústrias (FIESC), por meio da Academia FIESC de Negócios, realizou esta semana, dias 26 e 27 de junho, o Warm-Up do programa Master in Business Reinvention (MBR) PRIORI da indústria de madeira e móveis com a participação de 21 empresas de Caçador e região.

Foi a experimentação prática do MBR PRIORI, um curso de pós-graduação lato sensu criado para capacitar equipes de alta liderança de empresas visando planejar e desenvolver um roadmap para a reinvenção da indústria de base florestal. A qualificação é inédita para o setor no Estado.

Na imersão de dois dias, os participantes tiveram momentos de trocas de experiências, atividades práticas e análises de casos com especialistas, como Marcos Muller, do grupo SCM Tecmatic, Rodrigo Mendes, CEO da Mendes Máquinas, e Julio Bonotto, engenheiro industrial, sócio da VieliTech. Também houve apresentação do potencial de mercado para o segmento com Santiago Antoranz, da Madeira Madeira, e cases setoriais com as empresas Temasa, Móveis James e Solos.

Além de desenvolver equipes e negócios, a formação visa ampliar o acesso a capital e a competitividade em nível global. O diretor de inovação e competitividade da FIESC, José Eduardo Fiates, elenca os três grandes objetivos do PRIORI.

“O primeiro é capacitar e promover a troca de experiências; o segundo é reforçar o tema da madeira como vocação nacional e buscar a valorização da madeira no Brasil, assim como é no mundo, uma tendência mundial; e o terceiro grande objetivo é tornar Santa Catarina referência em negócios e em inovação no segmento”, destaca Fiates.

Leonir Tesser, vice-presidente regional da FIESC, destaca que a qualificação foi criada para proporcionar o networking e estimular a formação de alianças setoriais, com aprofundamento teórico e prática com o apoio de ferramentas internacionais, acompanhamentos e mentorias. Ele explica que a iniciativa reforça o terceiro pilar do Tratado para Excelência da Indústria Madeireira (TEM). Segundo ele, a madeira é uma riqueza importante que precisa de mais valor agregado.

“Toda a cadeia do setor de base florestal se beneficia quando o valor fica aqui. Não é tarefa simples e todos precisam estar inseridos, mas é uma semente que estamos plantando hoje para as próximas gerações, um programa que visa reinventar a indústria”, declara Tesser.

O MBR Priori terá início em agosto de 2023 e contará com imersões presenciais e mentorias online. Entre os temas que serão abordados no Priori Madeira e Móveis estão conceitos do que é transformação; mercado de móveis e madeira; gaps em tecnologia, recursos e infraestrutura; nova lógica de criação de valor; estratégias para a transformação; arquitetura do negócio; roadmap; mudanças na Indústria, entre outros.

Compartilhe