a
Indústria registra confiança em 17 dos 29 setores, segundo CNIForest News | Forestnews

Indústria registra confiança em 17 dos 29 setores, segundo CNI

A indústria brasileira encerra o primeiro semestre de 2023 com mais setores confiantes do que com falta de confiança. Entre os 29 setores industriais pesquisados, 17 estão confiantes.

Os dados foram apontados pelo Índice de Confiança do Empresário Industrial , produzido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Na avaliação do gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, o cenário é mais otimista do que em maio. Em junho, houve avanço da confiança em 22 de 29 setores da indústria, em todos os portes de empresa e em todas as regiões do Brasil.

Com o avanço, seis setores da indústria fizeram uma transição da falta de confiança para a confiança: Bebidas, Alimentos, Têxteis, Produtos de material plástico, Celulose e papel e Impressão e reprodução.

“Essa recuperação é resultado de uma melhora tanto da avaliação das condições atuais quanto das expectativas para os próximos seis meses na maioria dos setores, em todos os portes de empresa e em todas as regiões”, explica Marcelo Azevedo.

Mesmo assim, a confiança caiu em seis setores: Produtos químicos (exceto perfumaria e limpeza), Vestuário e acessórios, Calçados e suas partes, Máquinas e equipamentos, Metalurgia e Equipamentos de informática, eletrônicos e ópticos. O ICEI varia de 0 a 100 pontos, valores acima de 50 pontos indicam confiança do empresário e abaixo indicam falta de confiança do empresário.

A confiança avançou em todos os portes de empresas industriais (pequenas, médias e grandes), sendo o maior avanço o das médias empresas, de 2,2 pontos. O resultado eleva o índice de confiança das médias empresas para 50,6 pontos, acima da linha divisória de 50 pontos, o que indica uma transição da falta de confiança para confiança entre maio e junho. O ICEI das pequenas empresas passou de 47,6 pontos em maio para 49,3 pontos em junho. Subiu, mas segue mostrando falta de confiança do empresário.

A confiança aumentou em indústrias de todas as regiões do Brasil em junho, com o aumento mais pronunciado sendo na região Norte: avanço de 3,4 pontos para 53,4 pontos. Com o avanço, a região Norte sai de um estado neutro, onde não há confiança nem falta de confiança, e passa a registrar confiança. Dessa forma, indústrias de quase todas as regiões demonstram confiança em junho. A exceção é a região Sul, que mantém o índice abaixo dos 50 pontos, em 47,6 pontos, mesmo após alta de 1,1 ponto na passagem de maio para junho.

*com informações da Agência de Notícias da Indústrias

Compartilhe