a
Ibama promove capacitação de sensoriamento remoto em Manejo Florestal SustentávelForest News | Forestnews

Ibama promove capacitação de sensoriamento remoto em Manejo Florestal Sustentável

O Ibama promoveu, neste mês de junho, o curso “Sensoriamento Remoto em Manejo Florestal Sustentável”, ministrado pela Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), em Santarém (PA).

A iniciativa capacitou 34 servidores públicos de dez órgãos ambientais com atuação em processo autorizativo de Manejo Florestal Sustentável (MFS) na Amazônia, com uso de técnicas e ferramentas que empregam imagens de satélite na avaliação e monitoramento das áreas de manejo.

O curso faz parte do projeto “Fortalecimento da governança dos órgãos ambientais da Amazônia em Manejo Florestal Sustentável”, aprovado junto ao Fundo Euroclima, da União Europeia.

O objetivo da capacitação é aprimorar análises e monitoramento das áreas autorizadas, impulsionando a bioeconomia amazônica. Os servidores tiveram um dia de campo na Floresta Nacional do Tapajós para confrontar a interpretação das imagens de satélite com a intervenção realizada na floresta.

Foram tratados os princípios básicos de sensoriamento remoto aplicados às análises e ao acompanhamento de Planos de Manejo Florestal Sustentável (PMFSs), além da identificação de corte seletivo e de instalações de infraestrutura por meio do uso de sensores adequados e do processamento das imagens e informações. As técnicas abordadas são importantes para a atuação das instituições ambientais na Amazônia.

Para Alessandra Marasciulo, coordenadora do curso, “a capacitação proporcionou o aprimoramento de técnicas de sensoriamento remoto e compartilhamento de conhecimentos sobre o tema. A integração entre as instituições é significativa em um contexto que se busca potencializar a qualidade e a eficiência das atividades relacionadas ao Manejo Florestal Sustentável”.

Marasciulo aponta que a ação fortalece a gestão de uma das principais ferramentas de conservação e manutenção das florestas, contribuindo, inclusive, com o combate às mudanças climáticas.

O Ibama atua no MFS principalmente por meio das autorizações concedidas pelo Instituto nas concessões florestais federais, que hoje correspondem a cerca de um milhão de hectares na Amazônia. O novo Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento da Amazônia Legal (PPCDAm – 2023/2027) prevê a ampliação da área sob concessão florestal federal para cinco milhões de hectares, o que ressalta a importância da atividade como mecanismo de ampliação da governança florestal e geração de oportunidades de emprego e renda.

Além de servidores do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), foram capacitados servidores do Acre, Amapá, Roraima, Rondônia, Amazonas, Pará, Mato Grosso e Tocantins.

Compartilhe