Ecovale Agroflorestal amplia produtividade da biomassa com picadores da Bruno

Ecovale Agroflorestal amplia produtividade da biomassa com picadores da Bruno

Com o setor madeireiro inserido como atividade familiar, a Ecovale Agroflorestal tem crescido como um dos destaques do setor da biomassa dentro do Mato Grosso. A empresa une a sustentabilidade com a geração de renda e aproveita o crescimento desse mercado para se consolidar.

Para oferecer uma biomassa de qualidade ao mercado a Ecovale Agroflorestal trabalha em parceria com a Bruno Segmento Biomassa. O picador TR King mostra grande desempenho no processamento da madeira nativa e permite uma produção diária entre 1,4 mil e 1,5 mil m³ de biomassa.

“Na verdade nós sempre sonhamos em aproveitar todo o material que a natureza nos oferece. Assim utilizamos toda a madeira para fazer a serragem e estamos fazendo o aproveitamento dos resíduos para gerar biomassa. É um trabalho diferenciado, no qual não utilizamos fogo para realizar a supressão vegetal”, explica Rogério Rodrigues, proprietário da Ecovale Agroflorestal.

A Ecovale Agroflorestal e a Bruno tem trabalhado em conjunto para aprimorar a produção e com isso a empresa conseguiu dobrar o processamento da madeira. Atualmente a Ecovale negocia a biomassa com indústrias de cidades do Mato Grosso como Sinop e Sorriso, com o produto tendo uso como fonte verde de combustível e também no cozimento de milho para geração de etanol.

“Nós escolhemos o equipamento da Bruno em primeiro lugar por ele ser produzido aqui no Brasil. Isso nos dá uma tranquilidade na relação com a assistência técnica, acompanhando toda a produção e os processos. Esse equipamento também é muito econômico, consome bem menos com uma eficiência alta. Temos que ressaltar também a qualidade do material. Esse equipamento tem facas e com isso gera uma qualidade espetacular no cavaco, em especial deixando ele uniforme. Isso possibilita maior qualidade na queima do produto, sendo assim muito superior a outros picadores que estão no mercado”, completa Rodrigues.

Toda essa produção é realizada de forma sustentável, aproveitando resíduos de madeira provenientes da reserva legal para a geração de biomassa. Dessa forma, o material que era descartado de forma incorreta e gerava poluição ao solo e atmosfera vira fonte de receitas e emprego ao Mato Grosso.

Bruno e Forest na Estrada

Essa matéria faz parte do projeto Bruno e Forest na Estrada, promovido pela Bruno Industrial e com produção pela Forest Digital. Com visitas em sete estados do Brasil e no Uruguai, a equipe das empresas formadas por técnicos e jornalistas apresentou o mercado da biomassa, florestal e reciclagem nesses países por meio de companhias referências dentro desses segmentos.

 

Compartilhe:
Forest News

Forest News

A Forest Digital nasceu para ser a maior e mais completa plataforma digital de negócios e notícias do setor florestal, sendo a melhor opção para trabalhar a presença digital da sua empresa.